20 março 2013

Adeus.

Hoje, minha vó Isabel foi pro lugar que não tem choro ou sofrimento, onde tudo é perfeito e eterno.

Um dia, ela me ensinou a cantar Daniela Mercury pra espantar a tristeza.
Outro dia, ela me ensinou que uma menina deve sempre dobrar suas calças jeans para poder casar.
Eu continuo solteira e dobrando meus bons e velhos jeans. E dançando música música bahiana pra alegrar a vida.
Porque ela me ensinou a ser perseverante. Ser forte mesmo fazendo crochê. Ser constante ao som da gaita.

E lá vai ela pra festa que não acaba.
Vai dançar com vô Julião daquelas músicas do jubileu.

E deixa o exemplo de uma mulher valente, heróica, que criou uma dezena e mais um tanto de filhos, que salvou uns outros tantos de crianças mesmo na sua simplicidade e pouca grana.

Mãe, esposa, avó, dançarina de Daniela Mercury, fazedora de crochê, tocadora de gaita, dobradora de calça jeans. Contadora de história, cantora de hinos. Ela já está em paz.

01 março 2013

pois mais um ano passa...

Descobri que hoje é aniversário do Rio de Janeiro e me lembrei que nesta data, ano passado, eu estava lá correndo atrás de definir meu futuro.
Um ano depois, quando o futuro virou presente, as coisas estão bem diferentes do que se esperava.
E eu feliz, crescida, cheia de esperança e de sonhos que, apesar dos anos passarem e do Rio ir acumulando idade, continuam por aqui :)

Pra registrar, ontem foi aniversário da dona Mirna, com direito a um final de semana de folga, festa, peixe, piscina e praia.
E, é claro, livros, resenhas e seminários!
E de cantar "um ano mais de vida" repetidamente, guardados, gratos.

E enquanto a vida vai se desdobrando em surpresas, a gente vai brindando aos novos começos e às continuidades!


Um brinde pra dona Mirna!
Um brinde pro Rio!
Um brinde para as manhãs de alegria!
Um brinde pros sonhos que não morrem!