05 março 2012

"não importa se o dia tá de dia..."

dia bom é aquele que você se pega com sorriso despretensioso.
são as 24 horas que não precisa que muita coisa extraordinária aconteça: uma pirueta bem feita, uma entrega do correio, um bebê dormindo seguro, um presente bem comprado, um aprendizado novo, uma ligação esperada. 

é o dia que só acaba quando termina.
e esse ainda não terminou.

01 março 2012

bate e volta.

Ficar pouco mais de 12 horas no Rio é muita da injustiça, mas é tudo que se tem, então que eu continue desbravando (meus pensamentos, principalmente) no pouco que me resta. 
Pois o Rio, aniversariante da semana, me deixa saber a hora de tirar o olho do telefone (e a cabeça das preocupações) e só prestar atenção em volta, quieta, respirando, sorrindo. 
Na verdade, o Cristo (que não está com os braços abertos só para o Rio) é quem me faz assim. 
Au revoir.